Sistema Faeg/Senar e CNA defendem fornecimento alimentos de forma sustentável

O Sistema FAEG/ SENAR participou do Seminário Agro em Questão: Cooperação Internacional e Desenvolvimento Rural Sustentável. O evento foi em Brasília. O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, disse que o Brasil e o mundo precisam trabalhar em cooperação para alimentar a população do planeta de maneira sustentável e a cada dia com mais qualidade e eficiência. Reuniram-se na última quarta (12), na sede da CNA, representantes de embaixadas de vários países, de organismos internacionais, do governo, do setor produtivo, de bancos de fomento, de fundos de financiamento e adidos agrícolas para debater os desafios da produção rural sustentável.


João Martins destacou o papel do Sistema CNA/Senar/ICNA para promover a incorporação de novas tecnologias, principalmente para pequenos e médios produtores. Sistema CNA defende cooperação internacional para fornecer alimentos ao mundo de maneira sustentável“A CNA é a casa do produtor rural. E é nessa casa que vamos garimpar mundo afora o que são novas tecnologias. Para que o Brasil a cada dia possa produzir mais com eficiência e qualidade. É com esse intuito que estamos fazendo esse evento”, destacou. Para o presidente da CNA, o desafio de fornecer alimentos para o mundo não deve ser apenas do Brasil, mas de todos os países a partir da cooperação internacional. “Queremos que as entidades públicas e privadas internacionais e nacionais entendam que esse processo não deve ser só do produtor rural, nem só do governo, nem só do Brasil. Deve ser do mundo todo”.

O diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Carrara, afirmou que o Sistema CNA/SENAR/ICNA desenvolve uma série de ações para capacitar o produtor rural brasileiro e torná-lo preparado às exigências por qualidade e competitividade do mercado mundial. E que é preciso que a sociedade conheça esse modelo de eficiência. “É muito importante que nossa instituição converse com o nosso representado, o produtor rural. Também estamos empenhados em mostrar para toda a sociedade a eficiência do setor agropecuário brasileiro. É fundamental manter parcerias com organismos internacionais para que o produtor rural tenha acesso às inovações do mercado internacional”, disse Daniel Carrara.