XIV Simpósio Goiano de Avicultura contou com apoio do Sistema Faeg/Senar

Durante um dia e meio, o Castro’s Park Hotel recebeu representantes do estado de Goiás e de outros estados, participantes do XIV Simpósio Goiano de Avicultura, interessados em se atualizar sobre a produção avícola nacional . A analista técnica do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Christiane Rossi, que participou do evento, relatou que foram destacados aspectos técnicos, de mercado e até de recursos humanos, visando  uma produção eficiente para atender os desafios e oportunidades que o mercado de carnes e ovos apresentam.

Rico em temas diversos, chamou a atenção para o tema biosseguridade que foi mencionada em praticamente todas as palestras, como sendo um item de extrema importância para que os produtores a adotem com mais rigor. O Brasil se destaca por não ter doenças importantes como Influenza Aviária e News Castle e a competitividade que esta condição nos proporciona é grande, além de garantir maior rendimento da produção. 

Com variados temas desde perspectivas da produção/nutrição avícola até a qualidade dos ovos: da granja ao consumidor, o Simpósio apontou caminhos da nova avicultura de postura e de corte, bem como a interação entre a pesquisa e o setor produtivo, na demonstração de estudos e panoramas ministrados pelos palestrantes. A produção de carne de frango em 2018 correspondeu a 12,855 milhões de toneladas com exportação de 4,101 milhões de toneladas. 

Comunicação Sistema Faeg/Senar