Parceiros do Projeto Paisagens Rurais conhecem Assistência Técnica e Gerencial do Senar Goiás


Brasília/DF, Anápolis/GO e Pirenópolis/GO (05/04/2019) – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) promoveu na quinta-feira (4) um dia de campo para que os parceiros do projeto Paisagens Rurais conhecessem de perto a aplicação das práticas agrícolas sustentáveis de baixa emissão de carbono e os resultados da Assistência Técnica e Gerencial. O projeto foi lançado na quarta (3) na sede do Sistema CNA/Senar, em Brasília. É uma iniciativa coordenada pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e pelo Ministério da Agricultura. O Senar, a Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e a Embrapa são parceiros e o Banco Mundial é o apoiador.

Antes da saída a campo, o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, fez uma apresentação sobre a instituição.

Diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, destaca trabalho do Senar no atendimento ao produtor rural.

“O Senar com esse projeto e com esses parceiros fundamentais está propondo levar essas alternativas a quatro mil propriedades nessa nova fase, para que além deles aplicarem essas tecnologias, ainda sirvam de modelo para os vizinhos e região, demonstrando que é possível fazer”, destacou Carrara.

O grupo, composto por 40 pessoas, visitou o Sindicato Rural de Anápolis e seguiu para o dia de campo no município de Pirenópolis, Goiás, na propriedade do pecuarista Álvaro Dantas, que recebeu assistência técnica do Senar Goiás por meio do projeto ABC Cerrado.Ele investiu na recuperação de pastagens com correção e análise do solo e na integração lavoura-pecuária, plantando milho para silagem. Já recuperou 70% de 550 hectares de pastagens.


“Ano passado recuperei 98 hectares de área de pastagens degradadas e a área de silagem faço 40 hectares. Mas, normalmente, por ano recupero em torno de 125 hectares, que é um quarto da minha área útil, que vou recuperando com correção de solo. O suporte da fazenda aumenta quando você melhora os pastos, você fornece mais alimento, é um processo natural,” explicou Dantas.

O Superintendente do Senar Goiás, Dirceu Borges destacou que é  possível produzir com equilíbrio e conciliar rentabilidade à preservação do meio ambiente. “A demanda por assistência técnica no estado é muito grande, um universo de 80 mil produtores que necessitam dessa assistência e o Paisagens Rurais será uma oportunidade de aumentarmos o número de produtores atendidos,” afirmou o superintendente do Senar Goiás, Dirceu Borges.

 


O Senar inicia a assistência técnica do Projeto Paisagens Rurais em agosto, com as primeiras 1.800 propriedades atendidas, por dois anos, nos estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Tocantins e no Distrito Federal, e dará sequência ao atendimento em fevereiro do próximo ano, com outras 2.200 propriedades assistidas.

Comunicação CNA/ Sistema Faeg Senar 

Imagens: Banco de Imagens CNA