Do campo à cidade, tecnologias surpreendem e garantem resultados no agro

O Sistema Faeg Senar trouxe uma novidade para a edição da Tecnoshow COMIGO, que acontece em Rio Verde (GO) até a próxima sexta-feira (12). Durante os cinco dias de realização da maior Feira de tecnologia do Centro-Oeste brasileiro, os olhares estarão voltados para as startups que chegam como novidades e uma forma de contribuir e impulsionar o setor agropecuário em Goiás.

 Das 08h às 18h, no Bistrô Espaço Senar Sebrae acontecerão exposições para empresas inovadoras do Agro. Nesta terça-feira (09), foi realizado o lançamento da plataforma digital Vaquinha do Campo que tem a curadoria do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (IFAG) e Aline Meireles Costa.

 “Estamos aqui na Tecnoshow apresentando a plataforma onde qualquer pessoa ou investidor pode aportar recursos em projetos de interesse social, ambiental e setorial como o agro. Para projetos inovadores, a plataforma têm como objetivo o financiamento coletivo, definindo assim como alternativa que apoie projetos de inovação na tecnologia. Estamos na fase de captação de projetos que serão pré-cadastrados e passarão pelo IFAG,” informou Aline.

 A geração de negócios no agro

 Rafael Ferreira, Rodrigo Florêncio, Eldon Clayton e Guilherme Cunha se uniram para apresentar aos visitantes da Tecnoshow o Avant Agro - Drones e Agricultura. A startup que tem dois anos de existência surgiu para realizar mapeamento aéreo de drones, monitoramento de precisão, além de habilitar seus usuários com cursos e treinamentos. A equipe multidisciplinar tem como foco principal o trabalho com os grãos e o segundo ponto é acompanhar as produções de cana-de-açúcar, café e tomate. O diferencial da empresa é atender o produtor na desmistificação do uso do drone. A demanda para o futuro é conectar os consultores aos bons prestadores de serviços com os drones e players desta área pela Avant Conect.

Outra apresentação foi feita pela Bristom, que surgiu em julho de 2018 e foi consolidada em janeiro deste ano após o Desafio AgroStartup. Juliano Peroto, Daniel Gasparini e Cláudio Ávila contam que os principais objetivos da startup são as soluções de automação e monitoramento, como foco em produtores que utilizem dados meteorológicos e/ou irrigação para suas atividades rurais, além do desenvolvimento de solução para demanda específica de um produtor rural. Esta tecnologia segue a proposta de inovação e desenvolvimento do agro levando ao produtor tranquilidade para reduzir sua operacionalidade, tornando o sistema mais autônomo visando a redução de custos. A expectativa da startup é lançar a segunda arquitetura de soluções que está em desenvolvimento com foco na integração e solução de demandas ao produtor.

 A Stay Safe de Gustavo Batista, Rafael Jardim, Gabriel Azevedo e Lucas Pereira tem como proposta o armazenamento dos dados colhidos no dia a dia do agronegócio, sempre migrando com cautela para as nuvens e servidores específicos que alinhem sua gestão. Assim, o produtor tem acesso aos seus dados de produção de diferentes dispositivos para monitorar tudo que for atraente e abordar potencialidades da produção. Eles informam que a próxima melhoria é escutar o produtor para solucionar qualquer questão dos dados de forma assertiva.

 Comunicação Sistema Faeg Senar

Fotos: Fredox Carvalho