“Cestas de alimentos que representam um alento para minha família”. Diz beneficiária do Agro Fraterno, durante o lançamento do programa na região Norte de Goiás

Durante as entregas do programa, o presidente da Faeg defende a qualificação profissional para a garantia de emprego e renda a toda população*

O presidente do Sistema Faeg Senar e deputado federal, Zé Mário Schreiner (DEM-GO), realizou nos dias 08, 09 e 10 de setembro, a entrega de cestas básicas do programa Agro Fraterno para as famílias que residem na meio rural, dos municípios de São Miguel do Araguaia, Mundo Novo, Nova Crixás, Minaçu, Porangatu, Estrela do Norte, Amaralina e Mara Rosa.

Em Mundo Novo, o presidente da Faeg ressaltou a importância de levar as cestas de alimentos às famílias goianas em situação de vulnerabilidade social, principalmente, as que moram e trabalham no campo. “Essa é uma questão humanitária. Estamos levando o Agro Fraterno para a zona rural. Locais onde, muita das vezes, os programas sociais demoram a chegar. Por isso, estamos priorizando essas famílias”, explicou.

O movimento, que é uma iniciativa da ministra Tereza Cristina, com a união de esforços das entidades e produtores do setor agropecuário, tem o propósito de levar alimentos e recursos às famílias mais vulneráveis afetadas pela pandemia da Covid-19. 

Em Goiás, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-Goiás) tem viabilizado a entrega das cestas de alimentos, com a parceria dos sindicatos e produtores rurais, e com o apoio dos líderes jovens da Faeg Jovem para o cadastro e entrega aos beneficiários. Todas as regiões do Estado de Goiás serão contempladas pelo programa. 

Para a dona de casa Maria Ribeiro, de Porangatu, a entrega das cestas e os cursos oferecidos pelo Senar representam uma grande ajuda, nesse momento de dificuldade devido a pandemia. “Receber esse apoio agora é um alento à minha família, porque nós, do meio rural, temos enfrentado muitas dificuldades”, afirmou.

A senhora Gislene Ribeiro, que reside na zona rural de Estrela do Norte, também agradeceu por ser beneficiada pelo programa. Para ela, a entrega das cestas, mesmo sendo um ato simbólico, representa muito para as pessoas que moram no campo. “Agradeço ao presidente da Faeg, Zé Mário, e a todos os envolvidos com o Agro Fraterno. Uma ajuda ímpar que estamos recebendo”, enfatizou.

Qualificação

Durante as entregas das cestas, o presidente da Faeg e deputado federal, Zé Mário, reforçou que, mesmo levando a ajuda do Agro Fraterno, é necessário também preparar as pessoas para a garantia de emprego e renda, e reforçou como o Sistema Faeg/Senar/Ifag tem colaborado para gerar mais oportunidades de trabalho com a qualificação profissional. “Sempre defendo que a geração de empregos é o maior programa social que existe. Para isso, é preciso qualificar as pessoas para empregá-las. É nesse momento que entra o papel do Senar, seja na capacitação profissional, ou no acompanhamento com assistência técnica gerencial ao pequeno produtor”, enfatizou.

O presidente do Sistema Faeg Senar aproveitou a ocasião para reforçar os cursos e serviços oferecidos pela instituição, que podem contribuir para dar mais autonomia e segurança na produção dos trabalhadores rurais.

Comunicação Sistema FAEG/SENAR