Suínos: setor deve ter mais um ano favorável, diz Cepea

Apesar das dificuldades provocadas pela pandemia da Covid-19, a suinocultura brasileira encerrou o ano de 2020 com preços, abate e embarques recordes, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Para 2021, a expectativa é de que, mesmo com o custo de produção elevado, o balanço positivo se repita. De acordo com pesquisadores do Cepea, a demanda externa por carne suína deve continuar firme, sustentada pelas compras chinesas, ao passo que a procura interna deve ser favorecida pela possível retomada econômica.

Os custos de produção, contudo, devem continuar sendo um grande gargalo ao setor em 2021. Isso porque os valores dos dois principais componentes da ração, o milho e o farelo de soja, devem se manter altos neste ano, tendo em vista as aquecidas demandas interna e externa por esses grãos. Esse cenário tende a pressionar, por mais um ano, o poder de compra dos suinocultores.

Fonte: Cepea/Canal Rural