Para USDA, Brasil deve se consolidar com o maior produtor de soja do globo em 20/21

Na tarde desta sexta-feira (10) o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) divulgou seu relatório mensal de oferta e demanda mundial (WASDE, sigla em inglês) trazendo números estimados de produção e consumo no país. 


De acordo com o relatório, na safra 2020/21, o Brasil deverá produzir 131 milhões de toneladas de soja, 4% a mais do que na safra passada. Com estes números o Brasil se consolida na liderança na produção mundial da oleaginosa, seguido pelo EUA (112,5 milhões de toneladas) e Argentina (53,5 milhões de toneladas).


No mercado de milho, o Brasil se coloca como terceiro maior produtor, com 107 milhões de toneladas, atrás da China, com 260 milhões de toneladas e EUA, com 381 milhões de toneladas. Porém, o mercado brasileiro do cereal se consolida como o segundo maior exportador, com vendas externas de 38 milhões de toneladas.


Comunicação Sistema Faeg