Agricultores devem informar casos de ferrugem asiática para ajudar no controle da praga

De acordo com dados do Consórcio Antiferrugem, ainda não foram relatados casos de ferrugem asiática no estado de Goiás na safra 21/22. “Sabemos que já houveram. É fato! Porém, não há dados oficiais porque muitos produtores resolvem ali na própria plantação de soja quando ainda está no começo e não repassam esses dados para registro. E essa informação é muito importante para as estratégias de controle dos órgãos de defesa agropecuária”, explica Leonardo Machado, coordenador institucional do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag).

Os produtores que tiverem interesse em saber como está a incidência da doença podem acompanhar através do site: http://www.consorcioantiferrugem.net/. Em Goiás, um dos locais que recebem amostras de folhas é o laboratório de Fitopatologia do Sindicato Rural de Rio Verde. O atendimento é gratuito, aberto a associados e não associados e produtores. Ele funciona de segunda a sexta: 08:00 às 17:00 e aos sábados das 08:00 às 11:00. Fica na Rua 72 - Popular, Rio Verde - GO, Cep: 75903-460. Telefone: (64) 3051-8700.

Imagem: divulgação

Comunicação Sistema Faeg/Senar