Seminários do Esocial atualizam contadores e produtores rurais em Rio Verde e Anápolis

Contadores e produtores rurais participaram no dia 22 de setembro do Seminário Regional do Esocial, promovido pelo Sistema Faeg Senar em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade de Goiás, que aconteceu no salão do Sindicato Rural de Rio Verde. 

O evento reuniu mais de 130 pessoas e foi a primeira palestra presencial que aconteceu em meio a pandemia, claro, seguindo todos os protocolos de segurança.

O Presidente do Sindicato Rural, Luciano Jayme Guimarães abriu o evento e falou da felicidade em estar vendo a casa cheia mais uma vez. “A verdadeira função desta casa é essa, a de levar informação, de promover o conhecimento e tirar dúvidas e eu estou muito feliz em ver a casa cheia mais uma vez e podermos estar voltando ao normal aos poucos, tenho a certeza de que em breve poderemos realizar todos os eventos que estamos acostumados a participar e promover”. 

A palestrante Juneir Alves de Sousa Goetz explanou sobre as principais mudanças deste sistema dentro da contabilidade rural e a importância da boa comuni9cação para entendimento do processo. “O Esocial é um sistema importante para regularizar toda a situação e evitar que os produtores sejam multados em algum momento por deixarem de declarar nota fiscal e até mesmo folha pagamento do trabalhador rural e para os escritórios de contabilidade é de suma importância pois facilita o trabalho, deixando as informações mais seguras, sendo assim, evitando que o produtor não venha sofrer autuações da Receita Federal”. 

O Esocial gerou alguns impactos, mais o mais importante foi com relação as comercializações de produção rural e nas aquisições de produção rural, onde o produtor precisou optar por folha ou comercialização. “Esse foi o impacto maior, pois a folha já se fazia de uma forma mais correta e a comercialização não”. 

O eSocial é uma plataforma online do governo que unificou a entrega de 15 obrigações da área trabalhista. Em vez de ter que preencher várias guias e entregá-las em canais diferentes, o empregador deverá usar apenas o sistema para cumprir a lei e manter a contratação na legalidade. “O sistema veio para cumprir a legislação existente e para facilitar as prestações de informações. O Esocial se adequa muito fácil a legislação, diferentemente das obrigações acessórias anteriores”, complementa Juneir. 

Toda essa mudança vai agilizar as operações e melhorar a qualidade das informações prestadas ao governo, beneficiando assim tanto os empreendedores, trabalhadores e órgãos fiscalizadores. “A minha dica para contadores é fazer um comunicado, um trabalho de conscientização com o produtor rural sobre as novas vigências e o produtor rural deve estar aberto para receber essas informações, uma vez que ele estando aberto e cooperando com o contador, tudo dará certo e o trabalho será feito com excelência”. 

O Sindicato Rural de Anápolis também sediou um dos encontros no dia 21/09. Para os interessados em participar dos próximos seminários, basta acessar: https://eventos.sistemafaeg.org.br/


Comunicação Sistema Faeg/Senar/Ifag, com contribuição do Sindicato Rural de Rio Verde