Desenvolvimento da aquicultura é discutido por entidades do setor

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou na terça (10), em Brasília, da última reunião de 2019 da Câmara Setorial da Produção e Indústria do Pescado do Ministério da Agricultura.

O encontro discutiu medidas de desenvolvimento deste setor e uma das propostas foi a criação e um grupo de trabalho para debater ações para o crescimento da aquicultura e da piscicultura.

Neste contexto, a CNA, juntamente com a Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe-BR), a Associação Brasileira de Reciclagem Animal (Abra) e a Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC) formariam este GT.

Também no encontro, o coordenador-geral de Avaliação de Risco e Inteligência Estratégica do ministério, falou sobre a análise de risco de importação do camarão importado do Equador. Há uma consulta pública aberta no dia 2 deste mês, válida por 30 dias para o envio de propostas para aprimorar o procedimento desta análise.

Foi abordada, ainda, a suspensão das exportações para a UE. Há dois anos o mercado europeu está fechado ao pescado brasileiro, acarretando perdas de pelo menos US$ 50 milhões. O Ministério da Agricultura disse que está trabalhando juntamente com as autoridades sanitárias europeias para regularizar essa situação.

Assessoria de Comunicação CNA

Comunicação Sistema Faeg/Senar