Conab eleva a estimativa da produção goiana de grãos

Em levantamento divulgado na manhã de quarta-feira (13), a Companhia Brasileira de Abastecimento – Conab, estimou a safra goiana de cereais, fibras e oleaginosas em 27,3 milhões de toneladas, 0,2% a mais do que a previsão de dezembro de 2020.  Este crescimento é resultado direto de uma correção positiva na expectativa de produção de milho 1ª safra.

A soja continua sendo o carro chefe da produção de Goiás, com a estimativa de alcançar 13,42 milhões de toneladas, 2,1% a mais do que a safra passada. Goiás se consolida com o quarto maior produtor de soja do país, com 10% da produção nacional.

Cabe salientar que, devido condições climáticas adversas, resultante de um novembro com um volume de chuva muito limitado, a produtividade das lavouras do estado deve ter uma retração de 1,6%. De acordo com a Conab a produtividade de Goiás, considerando todas as culturas levantadas pela instituição deverá ser de 4.462 kg/ha, contra 4.535 kg/ha da safra 19/20.

No cenário nacional, o Brasil deve colher 264,8 milhões de toneladas, 7,9 milhões de toneladas a mais que na safra passada, um recorde de produção. Deverá colher uma área de 67 milhões de hectares, crescimento de 1,1 milhões de hectares em relação a safra anterior. 

A soja e o milho são os principais cultivos de grãos do país, com 133,7 e 102,3 milhões de toneladas respectivamente. Porém, é importante relatar que devido a forte estiagem em algumas regiões produtoras, a Conab reduziu em 759 mil toneladas a produção de soja e 276 mil toneladas a produção de milho 1ª safra.

Fonte: Ifag