Agronegócio goiano ajuda a elevar PIB

Produção de grãos e de carne bovina em Goiás contribui para crescimento de 0,6% da economia brasileira no 3º trimestre

A economia brasileira voltou a crescer no terceiro trimestre deste ano. O avanço de 0,6% no Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas geradas no País, em relação ao segundo semestre, foi puxado pela agropecuária, que cresceu 1,3% na mesma comparação. Apesar de Goiás participar com apenas 2,8% do PIB brasileiro, a produção goiana de grãos e carne tem um peso considerável na agropecuária do País.

Goiás é um dos Estados líderes no ranking nacional da produção de commodities minerais e agrícolas. O Estado é responsável por quase 10% da produção brasileira de grãos e de carne bovina. O analista técnico do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Leonardo Machado, explica que o resultado positivo do PIB do setor em nível nacional também tem influência de culturas que foram colhidas em Goiás no terceiro trimestre, como milho safrinha e algodão. Ele lembra que a produção goiana de milho foi recorde este ano, além de o Estado avançar muito na safra de algodão. 

O incremento do abate de bovinos também contribuiu para o incremento do PIB. Mas, como as exportações tiveram queda de 2,8% no período, a estimativa é de que essa produção frigorífica ainda estivesse mais voltada para o mercado interno no terceiro trimestre, ou seja, para o consumo das famílias brasileiras. "O impacto das exportações de carne bovina deve ser bem maior no quarto trimestre, quando o aumento das vendas para países como a China deve pesar mais no desempenho econômico do País", avalia.

Consumo