ILC de novembro 2021 apresenta queda nos preços de insumos de alimentação e alta em adubação e combustível

O Índice de Insumos para a Produção de Leite Cru em Goiás - ILC, é um indicador de referência que consiste em medir a variação dos preços dos principais insumos que compõem os custos de produção dos produtores de leite cru do Estado de Goiás.

No mês de novembro/2021, comparado com o mês anterior, observou-se uma redução no preço médio ponderado dos principais insumos que compõem o custo de produção de leite cru em Goiás. Essa queda foi influenciada principalmente pelos itens Volumoso (-10,16%) e Concentrado (-6,44%), devido à redução nos preços do milho e da soja.

O resultado geral apurou o ILC negativo de -2,73% no mês de novembro/2021, que demonstra queda na média ponderada dos preços dos principais insumos que compõem os custos de produção dos produtores de leite de Goiás no período. O insumo que teve maior alta foi o grupo suplemento mineral com 20,45%, seguido da adubação de pastagem com 13,27% e combustível com 9,01%. A energia elétrica permaneceu estável.

A Tabela 1, demonstra o cálculo das variações dos preços dos insumos e o cálculo do Índice de Insumos para a Produção de Leite Cru em Goiás – ILC para o mês de Novembro/2021, tendo como base as variações nos preços dos insumos dos meses de outubro/2021 e novembro/2021, praticados no Estado de Goiás.

No acumulado dos últimos 4 meses (agosto/2021 à novembro/2021), data do início da criação do índice, o ILC apresenta resultado negativo de -1,73%, indicando queda nos preços médios ponderados dos principais insumos que compõem os custos de produção dos produtores de leite de Goiás.

Acesse o levantamento completo com os gráficos no: http://ifag.org.br/ilc/.

Comunicação Sistema Faeg/Senar/Ifag