NOTA DE REPÚDIO A ENEL GO

A FAEG – Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás, nesta nota, representando seus 127 Sindicatos filiados, vem a público registrar sua profunda indignação e absoluto repúdio em relação ao atendimento dispensado aos produtores rurais de todo estado, pela ENEL.

Temos recebido reclamações de todos os municípios. E o período chuvoso, ainda nem começou!!!

Registre-se que em 22/02/2019, vários Sindicatos Rurais, também liderados por essa, estiveram presentes na porta da sede da empresa, reivindicando soluções para a precária prestação de serviços.

À época, a ENEL em Nota de Esclarecimento, informou que os seus índices de qualidade apresentavam melhoras e que, até data, haviam investido R$ 1,5 bilhão de reais em suas redes.

Porém, decorridos 9 meses, não se teve percepção de melhoras. Produtores rurais convivem com o agravamento da situação. Perdas em todas as cadeias produtivas estão trazendo graves prejuízos.

Além da manifestação realizada em 22/02/2019, a FAEG tem participado de várias reuniões, inclusive no CONCEG – Conselho de Consumidores - com o objetivo de buscar uma solução, para a falta de energia que, na maioria dos casos, estão deixando propriedades sem os serviços por até 10 (dez) dias.

Até a presente data, temos vivido de discursos e promessas de melhores serviços. Precisamos, urgentemente, de mais viaturas e equipes no interior, especialmente daquelas que conheçam as estradas vicinais. A atividade rural é dotada de particularidades, por isso, conhecer o cliente é essencial.

A indagação estampada em cartazes, no protesto, ainda continua: Enel, qual é a sua energia?

O Presidente do Sistema Faeg Senar, Deputado Federal José Mário Schreiner cobra investimentos  da Enel para melhorar o serviço prestado do Campo à Cidade:


Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás