Vazio sanitário da soja começa na próxima semana em Goiás com ampliação de período de 30 dias

O calendário para o vazio sanitário este ano foi alterado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, (MAPA), a ampliação do período veio como medida para os produtores que terão de deixar as áreas por 90 dias sem a incidência de plantas de soja vivas a campo, ampliando em 30 dias a regra do período anterior. Esse manejo acontece para evitar que o fungo causador da ferrugem da soja se multiplique durante o final da entre safra.

O período do vazio sanitário será a partir da próxima segunda-feira, 27 de junho até o dia 24 de setembro de 2022. Durante esses 3 meses, não é permitido plantar e nem manter a lavoura em qualquer fase de desenvolvimento.

Em Goiás a ação será fiscalizada pela Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), e qualquer plantio fora dessa janela deverá ter autorização do órgão. Um desses casos aconteceu com o município de São Miguel do Araguaia que teve o período restringido de 10 de maio a 10 de junho, devido ao Projeto de Irrigação de Luís Alves.

A Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás, através do Ifag Instituto para Fortalecimento da Agropecuária de Goiás, responsável pelas análises de dados para o setor, avalia como extremamente importante essa ação. “O vazio sanitário se torna necessário para controlar a ferrugem asiática da soja, uma doença agressiva que pode levar a grandes perdas da produção, podendo causar prejuízos não só para o setor produtivo mas para toda sociedade uma vez que a soja é a principal cultura agrícola do país”, afirma Leonardo Machado, coordenador institucional do Ifag.

Plantio antecipado.

No início deste ano o Governo de Goiás, juntamente com a Agrodefesa, anunciou a mudança também do calendário para o plantio da oleaginosa, que passa a valer entre 25 de setembro a 31 de dezembro.

Período foi antecipado para também garantir o sucesso da semeadura de outras culturas durante a safrinha, tendo um melhor proveito das condições hídricas dos solos, assegurando uma boa germinação e desenvolvimento das sementes em campo em 2023.

Comunicação Sistema Faeg Ifag