Ifag divulga boletim semanal da soja e do milho

Relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos fazem os preços praticados na Cbot caírem

 ● BOLSA DE CHICAGO: Os principais vencimentos da oleaginosa na Bolsa de Mercadorias e Futuros de Chicago (Cbot) iniciaram a semana no lado negativo, atingindo o limite de baixa. Mas, reverteram seu sinal e finalizou a semana em campo positivo, porém apresentou saldo negativo na semana, quando comparado a sexta-feira retrasada.

● FUNDAMENTOS: Os negócios da semana se iniciaram com o mercado registrando cotações negativas, logo após um feriado prolongado no Brasil entre os dias 11 e 12. As cotações permaneceram o lado negativo até a quarta-feira, onde atingiu o limite de baixa. Isso após a divulgação do Relatório de Estimativas de Oferta e Demanda Mundial (WASDE), em que os valores despencaram nos principais vencimentos. No relatório, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), elevou a produção mundial de soja, que saiu de 384,42 milhões de toneladas para 385,14 milhões de toneladas. O principal país responsável pela elevação foi os Estados Unidos, que saiu de 119,04 milhões para 121,05 milhões de toneladas, o mercado esperava em média 119,99 milhões de toneladas. Os estoques finais globais passaram de 98,89 milhões de toneladas para 104,57 milhões de toneladas. Na quinta-feira, após as perdas, os preços negociados para a soja operaram com leves altas até o final da semana, acompanhando as demais commodities.

● PARIDADE DE EXPORTAÇÃO: As cotações em Chicago apresentaram leve recuo entre seus principais vencimentos no comparativo semanal. Já o prêmio se manteve durante os negócios da semana, com reajuste apenas no câmbio de -R$ 0,06 e no frete que apresentou queda de -R$ 10,00.

● MERCADO: A cotação média do estado fechou a sexta-feira com soja disponível sendo cotada a R$158,00/SC, expressando uma considerável baixa de -R$ 5,13, quando comparado à sexta-feira da semana anterior.

Para ver a publicação completa clique aqui.

Estimativa de Oferta e Demanda Mundial (WASDE) refletem diretamente nos preços praticados na Cbot

●BOLSA DE CHICAGO: Os preços futuros internacionais do milho na Bolsa de Mercadorias e Futuros de Chicago (Cbot), iniciaram a semana em campo positivo, reverteram o sinal atingindo o limite de baixa na quarta-feira, mas trocou de lado por mais uma vez e voltou a operar no azul no final da semana, caracterizando uma semana de perdas em comparação à sexta retrasada.

●FUNDAMENTOS: Os preços internacionais do milho futuro iniciaram a semana no lado positivo, mas logo reverteram o sinal na terça-feira, registrando uma considerável queda que se estendeu até a quarta-feira. O reajuste se deu por consequência da divulgação do relatório gerado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), onde foi apresentado as Estimativas de Oferta e Demanda Mundial (WASDE sigla em inglês). No relatório, a estimativa de produção mundial de milho, na safra 2021/22, do USDA passou de 1.197,77 bilhão de toneladas para 1.198,22 bilhão de toneladas do cereal, com os Estados Unidos sendo o país que apresentou uma maior elevação, saindo de uma produção de 380,92 milhões de toneladas para 381,5 milhões de toneladas. As expectativas para a América do Sul não foram alteradas. Após as consideráveis perdas, os preços negociados para o cereal operaram com leves altas na quinta-feira, sendo sustentados pelo crescimento dos valores no setor da energia. Na sexta-feira os preços estenderam seus ganhos, finalizando a semana no lado positivo da bolsa. A Bolsa de Cereais de Buenos Aires, divulgou que a safra de milho 2021/22, já está a 23,2% semeados, dos 7,1 milhões de hectares estimados.

●MERCADO INTERNO: Após feriado nacional, os preços negociados na Bolsa Brasileira (B3) apresentaram variação positiva entre os três principais contratos ao final da semana quando comparado à sexta-feira retrasada.

●GOIÁS: Em Goiás, os preços do cereal finalizaram a semana sendo cotado a R $ 76,75, expressando uma pequena desvalorização de -R$ 1,49 quando comparado à sexta-feira da semana passada no estado.

Para ver o boletim na integra clique aqui.

Imagem: divulgação

Fonte: Ifag

Comunicação Sistema Faeg/Senar