Congresso Brasileiro do Tomate Industrial vai até quinta-feira

Programação inclui palestras, cursos, mesas redondas e painéis que vão abordar aspectos da produção, comercialização, industrialização e perspectivas da cultura

As atividades do Congresso Brasileiro do Tomate Industrial começaram nesta terça-feira (24/11) e se estenderão até quinta-feira, com programação ampla e diversificada que vai abordar aspectos técnicos de produção e importância econômica da cultura. O evento tem apoio do Governo de Goiás por meio da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) e Universidade Estadual de Goiás (UEG). Todos os trabalhos serão por meio virtual, por causa da Covid-19. As inscrições estão abertas em https://app.virtualieventos.com.br/cbtionline/inscricao. 

Goiás é o maior produtor nacional de tomate industrial, com área plantada aproximada de 9.600 hectares. A produtividade também é uma das mais elevadas do País, com média de 100 toneladas por hectare. Anualmente, Goiás colhe aproximadamente 960 mil toneladas de frutos, matéria-prima que dá suporte ao funcionamento de um grande parque industrial, que produz ampla gama de produtos atomatados e gera milhares de empregos no campo e nas indústrias. 

Programação

 Neta terça-feira (23) será realizada a abertura oficial pela pesquisadora e presidente do evento, Maria Alice Quezado Duval, da Embrapa Hortaliças. A programação técnica prevê três cursos e duas palestras no primeiro dia. Um dos cursos tem como tema Pragas/Diagnose do Tomate; outro vai abordar O Uso de Veículos Aéreos Não-Tripulados na Aplicação Agrícola e o terceiro focaliza o tema Manejo da Irrigação na Cultura do Tomate Industrial. Uma das palestras vai abordar as Tendências para o Setor nos Próximos Anos: Uma Análise como Anda o Mercado e Perspectivas futuras. A outra vai tratar sobre Rastreabilidade.

No dia 25, haverá cinco palestras e três painéis, com abordagem de temas técnicos e inovações mercadológicas. As palestras têm os seguintes temas: Tomate para Processamento: Área Cultivada, Particularidades e Desafios: Produção de Tomate Brasil 2020; Inovação no Aproveitamento de Resíduos da Indústria do Tomate e Fertilizantes Alternativos na Produção de Tomate para Processamento Industrial. Já os painéis vão tratar do tema Vira-Cabeça do Tomateiro (vírus) e Manejo de Trips (praga).

No último dia serão três palestras, inclusive uma internacional e dois painéis. Os temas propostos das palestras são: Plataformas Digitais no Manejo de Irrigação; Manejo Inteligente da Irrigação no Tomate Industrial e Superfície e Principais Tecnologias Aplicadas. Já os painéis vão tratar dos temas Controle Biológico de Doenças e Controle Biológico de Pragas. Durante o Congresso haverá apresentação de trabalhos científicos para discussão.

Fonte: Agrodefesa