Movimentação de peixes deve seguir normas legais e zoossanitárias

A movimentação de peixes e outros organismos aquáticos requer o cumprimento de regras legais e normas sanitárias. O alerta é do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Defesa Agropecuária – Agrodefesa, aos criadores, abatedouros, transportadores, profissionais da medicina veterinária e demais pessoas que lidam com esses animais em todo o Estado. O presidente da Agência, José Essado, explica que transportar os animais em conformidade com as normas legais impede a difusão de doenças, garante a integridade dos mesmos e evita prejuízos aos produtores e à economia do Estado. 

Dentre as principais normas estão a obrigatoriedade de emissão de Guias de Trânsito Animal – GTAs e de Nota Fiscal. Na questão sanitária, a movimentação de peixes requer boletim de produção para animais com a finalidade de abate. A Gerência de Fiscalização Animal da Agrodefesa elaborou um roteiro com orientações sobre a forma correta de movimentar peixes e outros organismos aquáticos. Confira. https://bit.ly/2Afh4OD.

Imagem: Divulgação

Fonte: Agrodefesa