Soja: período do vazio sanitário da soja em Goiás segue até final de setembro

Goiás,Tocantins, Bahia e Minas Gerais, além do Distrito Federal, se juntaram a Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rondônia para evitar ocorrência do fungo Phakopsora pachyrhizi causador da ferrugem asiática.

Em Goiás o período de vazio sanitário, em que não é permitido manter plantas vivas de soja nos campos, vai de  1° de julho até  30 de setembro. A doença foi diagnosticada pela primeira vez no Brasil em 2001. Devido à facilidade de disseminação do fungo pelo vento, a doença ocorre em praticamente todas as regiões produtoras de soja do país. O principal dano é a desfolha precoce da planta, impedindo a completa formação dos grãos, com conseqüente redução da produtividade.

Comunicação Sistema Faeg/Senar/Ifag