Preço de mamão em Goiás segue com desvalorização e registra segunda maior queda nacional

Segundo o boletim hortigranjeiro publicado pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), os preços de cenoura na CEASA/GO registraram a sexta maior queda em maio, influenciados pelo aumento da oferta nacional em 25%. Na CEASA/GO o produto registrou queda de -41,18%, fechando em maio no valor de R$ 2,40/kg.

A oferta de alface na CEASA/GO esteve retraída devido ao clima frio e registrou baixas de -10,18%, fechando o mês de maio no valor de R$3,44/kg. O CEASA/GO apresentou alta nos preços de cebola em abril, o acréscimo foi de 15,51% em comparação ao mês anterior, fechando o mês com valor de R$ 4,32/kg, dado que volume das importações e a produção total não foram capazes de reverter o movimento de alta nos preços.

A oferta de tomate permanece estável em relação à de 2021, registrando alta na oferta de cerca de 15% e reversão no movimento de alta nos preços em âmbito nacional. Na CEASA/GO, as cotações de tomate registraram queda de -8,23% (R$ 5,24/kg).

No mês de maio, o segmento de frutas obteve alta de 7,1% em relação ao mês anterior e queda de 0,6% no comparativo anual. Na CEASA/GO, os preços da laranja em maio apresentaram a terceira maior alta nacional, com valorização de 10,34% (R$ 1,92/kg), isso se deu pela baixa no volume de laranjas escoada para a indústria e consequente aumento para o varejo.  

Em Goiás, a banana, o mamão e a melancia tiveram tendência de queda nos seus preços, com quedas de -4,44%, -24,73% e -14,29% respectivamente.  Na CEASA/GO, a banana fechou o mês de maio no valor de R$ 3,44/kg, queda explicada pelo clima frio e pela limitação de renda do mercado consumidor, que inibiram o consumo no varejo.

Comunicação Sistema Faeg/Ifag