Atenção para as normas de transporte de caprinos e ovinos

A Agência Goiana de Defesa Agropecuária – Agrodefesa orienta produtores rurais, pecuaristas, transportadores, profissionais da medicina veterinária e demais pessoas que movimentam caprinos e ovinos sobre as normas legais e zoossanitárias que precisam ser seguidas. O objetivo é impedir a difusão de doenças, garantir a integridade dos animais e salvaguardar a economia do Estado, especialmente pela prevenção e controle de doenças.

Dentre as principais normas estão a obrigatoriedade da emissão de Guias de Trânsito Animal – GTAs e Notas Fiscais. No aspecto zoossanitário, é importante observar que para movimentar caprinos é exigido o exame negativo de Artrite Encefalite Caprina – CAE ou atestado sanitário, emitido por médico veterinário, da inexistência de sinais de CAE. Já para os ovinos, é necessário ter o exame negativo para Brucelose ou atestado sanitário, emitido por médico veterinário, da inexistência de sinais de Epididimite Ovina. Um roteiro elaborado pela Gerência de Fiscalização Animal da Agrodefesa traz orientações sobre a forma correta de movimentar os caprinos e ovinos. https://bit.ly/2YUc4aq

Fonte: Agrodefesa

Imagem: Divulgação

Comunicação Sistema Faeg/Senar