Valor bruto da produção em Goiás alcança R$ 115 bilhões em abril de 2022

Calculado com base na perspectiva de produção do ano multiplicado pela média de preço do produto no estado, o Valor Bruto da Produção Agropecuária de Goiás (VBP) alcançou R$ 115,9 bilhões na estimativa de abril. Este indicador representa o quanto de valor o setor produtivo rural gera anualmente e é um indicador de receita produzido "dentro da porteira" pelo agronegócio goiano. A agricultura compõe 77% do VBP de Goiás, enquanto a pecuária 23%. 

Em relação aos números alcançados em 2021, o VBP de Goiás apresentou um avanço de 17,8%, devido ao crescimento da agricultura, que subiu 24%. A recuperação nos valores obtidos pelo milho e a valorização e o ganho produtivo da soja motivam este cenário. A pecuária, por outro lado, apresenta um decrescimento frente a 2021, com recuo de -8%, com recuo nos dados obtidos pela pecuária de corte. 

Com relação a participação de cada produto, na composição geral agrícola do VBP, a soja foi responsável pela maior atuação, frente aos demais produtos que são destaque no estado. Somente a oleaginosa deve gerar um faturamento de R$ 45,7 bilhões em 2022. Este valor representa 39% de todo o VBP de Goiás. Em seguida temos: milho, cana-de-açúcar, café, algodão, sorgo e feijão. 

Entre todos os itens pecuários, o bovino sozinho foi o responsável pela participação por quase a metade entre os demais produtos de origem animal para a composição do VBP da pecuária do estado, seguido pelo frango, leite, ovos, suínos e tilápia respectivamente.

Comunicação Sistema Faeg/Ifag