Senar oferece 150 vagas no Projeto FIP Paisagens Rurais para produtores da bacia hidrográfica de Ivolândia e Palestina de Goiás

O foco do projeto é aumentar a renda da propriedade rural, recuperação da vegetação nativa e cumprimento do Código Florestal com acesso a melhores mercados para os produtos do agro

Douglas Vila Verde, coordenador do projeto FIP Paisagens Rurais no estado e de Assistência Técnica e Gerencial do Senar Goiás, explica que o desenvolvimento começou em setembro de 2019 com a capacitação de técnicos de campo. Em seguida iniciaram as reuniões de apresentação e sensibilização de produtores de Bom Jardim de Goiás e Aragarças, municípios que estão dentro da bacia hidrográfica prevista pelo projeto. 

 “Em março de 2020 aplicamos questionários nos dois municípios. Essa região é onde tem pecuária, isso é realmente interessante para o projeto devido à importância da recuperação das pastagens. Temos campo e oportunidade para implementar tecnologias de baixa emissão de carbono e esperamos que depois da pandemia possamos mobilizar mais produtores”.

Atualmente, o Senar tem 361 cadastros, sendo 58,7% de pecuaristas de corte e 33,8% de pecuaristas de leite concentrados em quatro municípios: Bom Jardim de Goiás, Aragarças, Palestina de Goiás e Ivolândia.

“Temos 150 vagas disponíveis para assistência técnica no estado e seria oportuno trabalhar em parceria para preencher essas vagas com produtores com perfil dentro do projeto, engajá-los na recuperação, conservação e no aumento da produtividade levando em consideração as duas principais cadeias do estado”, afirmou Rafael Costa, assessor técnico da Diretoria de Assistência Técnica do Senar.

As 150 vagas são para produtores de leite e de corte na região de atuação do projeto considerando a bacia hidrográfica do município de Ivolândia e Palestina de Goiás. Os interessados podem entrar em contato com a supervisão da área, através do telefone (62)9-8147-6387.

A coordenadora-geral de Apoio aos Estados da Diretoria de Regularização Ambiental do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Jaine Cubas, ressalta que a cooperação entre as entidades é estratégica para avançar com a regularização ambiental.

“Queremos construir uma mesma narrativa para ter como ter uma base de dados com informações precisas sobre o território brasileiro e podermos avançar com a regulamentação do Código Florestal Brasileiro.”

O FIP Paisagens Rurais terá duração de cinco anos e seguirá as etapas de diagnóstico, capacitação, Assistência Técnica e Gerencial e implantação das tecnologias ABC, recuperação e regularização ambiental de imóveis rurais e monitoramento.

FIP Paisagens Rurais - O Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado (FIP Paisagens Rurais) é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal, através do Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), do Senar e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Embrapa.

Imagem: divulgação

Fonte: CNA com adaptações do Sistema Faeg/Senar