Arroba do boi e da vaca ficaram estáveis em Goiás na última semana, aponta Ifag

Os preços da arroba do boi gordo e da vaca permaneceram estáveis na última semana, conforme foi divulgado no levantamento semanal do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag). O valor médio negociado para  a arroba do boi gordo e vaca gorda nessa semana foram, respectivamente, R$281,55 e R$273,05, com variações discretas de 0,22% e 0,43% no decorrer da semana.

Esse movimento de estabilidade nas cotações é reflexo do feriado de carnaval na semana passada, na qual registrou poucas negociações no mercado do boi gordo. "Por isso, os preços permaneceram similares aos da semana passada, apresentando certa estabilidade. Outro fator que contribuiu para a estabilidade no mercado foi período sazonal de segunda quinzena do mês e ao avanço da pandemia da Covid-19, a população se encontra descapitalizada, logo, a demanda por carne bovina está baixa", destacou o Ifag.

O aplicativo da Agrobrazil informou que no estado a média das escalas de abate estão ao redor de 6 dias úteis. Na semana anterior, a média das programações de abate girava em torno de 6 a 10 úteis.

Os participantes do aplicativo divulgaram negócios para o boi gordo com destino ao mercado interno em Porangatu/GO ao redor de R$ 290,00/@, à vista e com data para o abate em 26 de fevereiro. Já na localidade de Aporé/GO, foi registrado negócio para a novilha gorda a R$ 295,00/@, à prazo com 30 dias e com data para o abate programada para 24 de fevereiro.

De acordo com o instituto, as cotações dos animais de reposição seguem firmes com a oferta restrita sustentando os preços. "Com um aumento do índice de chuvas nas últimas semanas, o pecuarista deve aguardar e analisar a melhor hora de negociar seu gado", informou.

Atualmente, os preços para o nelore macho  de 13 a 24 anos estão precificados ao redor de R$ 3.210,00 por cabeça, enquanto a Nelore Fêmea de 13 a 24 anos está em torno de R$ 2.569,78 por cabeça. Já o valor do mestiço macho está ao redor de R$ 2.500,00 por cabeça e mestiço fêmea está em torno de R$ 2.368,33 por cabeça.

Conteúdo divulgado em Notícias Agrícolas

Imagem: divulgação

Comunicação Sistema Faeg/Senar