Senar Goiás começa treinamento de técnicos que vão levar assistência do projeto FIP Paisagens Rurais

O Senar Goiás realiza durante esta semana o treinamento dos técnicos multiplicadores que farão a assistência técnica aos produtores rurais e que participarão do projeto “Gestão Integrada de Paisagens no Bioma Cerrado – FIP Paisagens Rurais. A abertura da qualificação foi feita pelo Superintendente do Senar Goiás Dirceu Borges.

Trata-se de um dos projetos que compõem o Plano de Investimentos do Brasil (“Brazil Investment Plan - BIP”), com financiamento pelo Banco Mundial junto à GIZ (Agência de Cooperação Alemã). 

O projeto é coordenado pelo MAPA (SDI e SFB) e tem como objetivo geral fortalecer a adoção de práticas de conservação e recomposição ambiental e práticas agrícolas de baixas emissões de carbono em bacias hidrográficas selecionadas do Bioma Cerrado do Brasil. O projeto prevê a prestação de assistência técnica para apoiar a regularização ambiental e restauração produtiva em 4.000 propriedades rurais.

O arranjo institucional do projeto é formado pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR). O Projeto visa apoiar a regularização ambiental em propriedades rurais distribuídas em bacias hidrográficas que serão selecionadas do bioma Cerrado, distribuídas em nove Estados (BA, GO, MA, MG, MS, MT, PI, SP, TO) e no DF.

Os objetivos específicos do projeto são:

• Fortalecer práticas de conservação e recuperação ambiental;

• Fortalecer práticas sustentáveis de agricultura de baixa emissão de carbono (ABC);

• Desenvolver atividades de capacitação, treinamento e assistência técnica para recuperação e conservação da vegetação de Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL);

• Desenvolver atividades de capacitação, treinamento e assistência técnica para adoção de práticas de agricultura de baixa emissão de carbono (ABC) para melhoria e incremento de sustentabilidade nas pastagens de imóveis rurais;

• Fortalecer a implementação da regularização ambiental;

• Incentivar o restabelecimento dos fluxos biológicos, hidrológicos e processos ecológicos a partir da ampliação da conectividade da paisagem;

• Levar aos beneficiários o aporte técnico necessário ao cumprimento do Código Florestal Brasileiro (Lei n.12.651/2012) nos imóveis rurais;

• Disseminar o uso de práticas de agricultura sustentáveis, incluindo a Integração Lavoura-Pecuária (ILP), Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), manejo e recuperação de pastagens degradadas; e,

• Promover o planejamento do uso da terra, conciliando produção agrícola com conservação da biodiversidade.

Para atingir essa totalidade de propriedades rurais, que serão beneficiadas pelas atividades de assistência técnica pelo SENAR tanto no tema de “boas práticas agrícolas com baixa emissão de carbono” como de “restauração ecológica e recuperação de áreas degradadas”. Mais informações em: http://www.florestal.gov.br/projeto-fip-paisagem.

Comunicação Sistema Faeg/Senar