Concurso Agrinho 2019 premia alunos e professores e deixa legado para os municípios

Cerimônia de premiação do concurso Agrinho aconteceu dentro do universo de magia do circo

O respeitável público que esteve presente na manhã desta sexta-feira, 29, acompanhou a chegada de caravanas das escolas de todo o Estado de Goiás que foram recepcionadas por malabaristas, equilibristas e a entrega de pipoca e algodão doce dentro do encantamento circense. O prêmio mais aguardado do dia, o automóvel para a instituição de ensino (Categoria: Município Agrinho) estava exposto na entrada da tenda localizada no Centro de Convenções da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) para os mais de 1,5 mil presentes entre alunos, professores, pais, lideranças rurais, representantes dos Sindicatos Rurais, entidades e imprensa.

O espetáculo foi conduzido pelo Circo Laheto que mistura música e teatro. A plateia acompanhou toda a apresentação artística na integração de arte e educação enquanto os premiados das 12 regionais participaram face a face do cenário: o palco que abria horizontes para professores e alunos. O presidente do Sistema Faeg Senar, deputado federal José Mário Schreiner fez um balanço das doze edições do Programa Agrinho salientando  sobre sua importância e todo desenvolvimento que traz aos municípios. “Preparamos durante todo o ano para que todos sejam homenageados legitimamente. Esta cerimônia representa todo o engajamento e amplitude que o Programa representa. Agradeço pela confiança depositada e por toda transformação gerada,” disse.

Para ele, o Programa incentiva práticas que não existem no currículo de cada aluno. “Aqui são trabalhados temas importantes para todos nós. Quantas realidades municipais já mudaram com o Agrinho através da responsabilidade social, a conexão campo com a cidade. Tudo isso vai ajudar cidadãos conscientes e responsáveis e serem patriotas na defesa da nossa bandeira. Agradeço todo empenho e apoio que formam um conjunto de forças,” conta. José Mário ressaltou sobre a dedicação das caravanas em saírem 22h das suas cidades, de lugares distantes para estarem ali na festa abrilhantando na importância da formação das crianças e jovens. 

“É um reconhecimento a cada um. Lembro-me da minha primeira professora. E quem não lembra? Obrigado de coração. Teremos assim um Goiás, um Brasil e quem sabe um mundo melhor,” comemorou. Presente na cerimônia, o governador do Estado, Ronaldo Ramos Caiado em seu discurso relatou que o momento era especial para professores e alunos que se destacaram. “Todos se ocupam do ensino, assim como as entidades. Todo o trabalho é feito com dedicação promovendo dignidade, renda, viver no campo com condições necessárias. A Faeg é uma entidade a qual me orgulho. Conheço a realidade dos Sindicatos Rurais que têm a disposição de contribuir com cada município,” disse.

Segundo ele, o Sistema Faeg Senar representa a cultura dos goianos e a profissionalização do campo. “Já realizei dois cursos do Senar e aprendi muito. Vejo vocês e o avanço que temos. O Agrinho é o que estamos transferindo para essas crianças, exercitar a cidadania, e o sentimento de poder. É a prática na sua própria residência, dando apoio para a cultura, através também da forma artística,” disse o governador. Ele ainda lançou o desafio de combater a incidência de dengue no Estado como noção de cidadania no apoio de crianças e adultos. 

“Vamos trabalhar fortemente para fazer um prêmio. Queremos proporcionar qualidade e saúde a todos vocês. Professores, apertem o currículo de matemática e português,” completou. Para finalizar seus destaques, ele abordou sobre a criação de laboratórios de inovação promovendo a qualidade de atendimento a cidades carentes no desenvolvimento e qualidade de vida. “Queremos quebrar a desigualdade regional. Vamos trabalhar a educação, pois não tem saída fora dela e da especialização,” afirmou Caiado. Foi entregue o Troféu Amigo Agrinho para o governador e parceiros diante da frase de Paulo Freire, e o quanto a educação muda as pessoas.

Legado do Programa Agrinho