Empreendedorismo jovem na cadeia do agronegócio é foco de convênio do Sebrae e Senar

antonio carlos senar 10 11 2017 fredoxcarvalho 2O Desafio Agro Startup, uma competição de modelos de negócios inovadores, é uma das ações do convênio voltadas ao estímulo do jovem empreendedor do elo do agronegócio. Desde 2007, o Convênio de Cooperação Técnico-Financeira firmado pelo Sebrae Goiás em parceria com o Senar Goiás, estabelece programas de capacitação e ações voltadas ao aperfeiçoamento das atividades desenvolvidas nas propriedades rurais. O objetivo é propiciar conhecimentos, habilidades e atitudes adequadas à nova realidade, para que possam conduzir suas atividades rurais de forma empresarial, assim como, formar e desenvolver lideranças no meio rural. O Desafio Agro Startup é uma das ações do convênio voltadas ao estímulo do jovem empreendedor no elo do agronegócio.

Segundo a gestora do Projeto Crescer no Campo Agma Couto, o convênio entre o Sebrae/GO e o Senar/GO propõe uma ação conjunta para tornar as atividades ligadas aos agronegócios mais rentáveis e competitivas, através de uma gestão com qualidade, eficiência e sustentabilidade, bem como propiciar o desenvolvimento da cooperação, via formação de lideranças atuando em ações sociais, políticas e econômicas nas organizações representativas, influenciando positivamente as transformações das cadeias produtivas e da sociedade.

O público alvo do convênio são os produtores rurais e familiares, trabalhadores rurais e familiares, dirigentes e funcionários de organizações rurais. A parceria rende diversas ações relevantes como as capacitações por meio de instrutoria e consultoria que objetivam a melhoria contínua da gestão da propriedade rural, contemplando também as soluções educacionais eficientes para aumento da produção nas propriedades rurais que estão agrupadas em diversos temas, como: gestão, comercialização, empreendedorismo, associativismo, lideranças entre outras que fazem parte do portfólio de produtos e serviços do Sebrae.

As capacitações possuem objetivo de desenvolver competências pessoais e coletivas, enfatizando a preparação para o exercício de liderança frente a organizações de produtores rurais e trabalhadores rurais ampliando o conhecimento a respeito das funções administrativas e programáticas de suas entidades. Os jovens são um dos principais enfoques da parceria, que recebem capacitações com o objetivo central de desenvolver competências empreendedoras, políticas e sociais, com ênfase na sucessão familiar e nos negócios rurais, liderança, fortalecimento e renovação nas organizações rurais.

Desafio Agro Startup: modelos de negócios inovadores

O Desafio Agro Startup é um exemplo dessa preocupação, já que o Programa propicia aos jovens um desafio sob a forma de competição de modelos de negócios inovadores. Agma Couto destaca a importância do Desafio, que segundo ela, se dá pela integração de instituições de ensino, produtores rurais, filhos de produtores, lideranças do setor e empresas ligadas à cadeia do agronegócio: “as ideias geradas, quando implementadas, trarão melhorias para os produtores, para o mercado como um todo e serão oportunidades de geração de emprego, renda e qualidade de vida, com sustentabilidade”.

O superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás), Antônio Carlos de Souza Lima Neto, conta que o Desafio Agro Startup é uma iniciativa que proporcionará boas e novas ideias para o setor agropecuário: “O incremento da produção agrícola e pecuária é resultado do aumento na produtividade, um instrumento indispensável ao alcance destes objetivos, e a tecnologia utilizada nas propriedades rurais. O desafio contribuirá ao desenvolvimento do agronegócio, impactando positivamente na sustentabilidade e competitividade do produtor rural”.

Os números também impressionaram. Ao todo, foram realizadas 10 Palestras de divulgação nas cidades de Goiânia, Anápolis, Jataí, Rio Verde, Itumbiara, Urutaí, Luziânia, Jussara, Ceres e São Luis de Montes Belos, com a participação de 2.200 pessoas nas palestras, 656 inscritos no Desafio, 113 projetos (equipes) e 50 projetos selecionados para a fase de mentorias.

Texto: Sebrae Goiás