Sistema Faeg Senar debate agricultura de precisão em seminário da Folha de S. Paulo

WhatsApp Image 2018 03 12 at 12.19.07Os desafios da agricultura de precisão foram debatidos no Seminário Inovação no Brasil: Centro-Oeste, realizado pelo jornal Folha de São Paulo, nesta segunda-feira (12), em Goiânia (GO).  A discussão envolveu o presidente do Sistema Faeg Senar, José Mário Schreiner, o secretário de desenvolvimento de Goiás, Francisco Gonzaga Pontes e o pesquisador da Embrapa, Luiz Henrique Bassoi.

Como representante dos produtores goianos, Schereiner defendeu que é preciso mais investimentos em infraestrutura para promover o crescimento da conectividade nas pequenas propriedades, todavia ele destacou que o avanço da tecnologia no meio rural, nos últimos 40 anos, promoveu uma revolução na agricultura brasileira, que deixou de importar alimentos básicos ao consumo interno, como arroz e ganhou reconhecimento no mercado internacional.

Questionado sobre preservação ambiental, José Mário ressaltou que há mitos que devem ser esclarecidos em torno do tema sustentabilidade e agropecuária, entre eles o uso da irrigação que, segundo José Mário, não envolve consumo e sim o uso da água, já que há retorno ao lençol freático. “Um dos desafios é tornar a irrigação mais eficiente. Hoje, perde-se muito do que se retira de água dos mananciais, porém a agropecuária não é inimiga da preservação ambiental, porque sem sustentabilidade não haverá produção”, destaca.

O presidente defendeu ainda que na agropecuária de precisão há espaço para os grandes e pequenos e reforça que, assim como na relação entre pais e filhos, todos devem ter os mesmos direitos, porém os menores são mais frágeis e por isso precisam de mais atenção e cuidado.

Além de agricultura de precisão, o Seminário Inovação no Brasil: Centro-Oeste, discutiu também sobre Inovação em Gestão Pública, Ciência, Inovação e Legislação e Industria 4.0. 

Texto: Fabiane Fagundes 

Foto: Fredox Carvalho