AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Start Agro Innovation marca atividades do Campo Lab

Imagem

A transformação digital no meio rural já é uma realidade e a multiplicação de conhecimento, inovação e tecnologia no campo fazem parte das atividades dentro e fora da porteira. Cerca de 300 jovens ligados ao agronegócio, startups e demais atores do ecossistema de inovação puderam acompanhar as novidades que foram apresentadas no auditório da Faeg, neste sábado (15). O dia foi movimentado com palestras, mesas redondas e pitchs de startups já residentes no Campo Lab. De acordo com o gerente de inovação do Sistema Faeg Senar, Fernando Borges, já existem 13 residentes com mais 4 adentrando o caminho da evolução que o agro proporciona.

A abertura do evento foi feita pelo vice-presidente administrativo da Faeg, Armando Leite Rollemberg Neto que ressaltou sobre as comissões técnicas permanentes que foram renovadas. “Estamos conduzindo este trabalho de inovar e formar lideranças. Todos vocês são bem-vindos a este dia de trabalho e fazemos questão de mostrar sobre a inovação. Hoje, um grão de soja apresenta mais inovação do que um smartphone,” comentou. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) que é parceiro do Sistema foi representado pelo gerente do Programa de Desenvolvimento Rural do Sebrae no estado, Joel Rocha.

“Quero agradecer a presença de todos esses jovens. Temos que evoluir e pensando na sucessão familiar fico feliz que estes 88 grupos da Faeg Jovem abraçaram a causa trilhando um caminho onde o jovem do presente faz acontecer,” disse. Na ocasião ele lembrou sobre um dos primeiros encontros de empreendedor em Anápolis e o quanto em seis (6) meses, o Campo Lab fez acontecer com uma velocidade grande. “Onde tem empreendedores, têm empresários,” citou.

O coordenador técnico do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Alexandro Santos apresentou a nova plataforma lançada pelo Sistema intitulada RodoPontes que tem como objetivo intermediar melhorias para a malha viária em Goiás. “É uma inovação no campo quando criamos a plataforma. Ela reúne informações sobre as rodovias e pontes como identificação, situação, via de acesso gerando relatórios munindo o poder público buscando assim agilidade aos processos de recuperação, reconstrução ou manutenção dessas rodovias. Em breve ela vai virar um aplicativo,” destacou.

“Goiás está saindo à frente,” afirmou o superintendente do Senar Goiás, Dirceu Borges

O superintendente do Senar Goiás, Dirceu Borges em seu discurso agradeceu a presença e a importância de todos. “São vocês que fazem o evento, o primeiro que estamos realizando este ano. Cada um tem a sua particularidade, a sua importância no desenvolvimento do programa Faeg Jovem que é destaque em âmbito nacional. É o que mais trabalha visando a sucessão familiar, a liderança e inovação,” disse. Para ele é importante estarem focados na inovação presente em todos os programas do Senar Goiás porque a evolução é muito rápida e é preciso estar inseridos em tecnologias e inovações do mercado.

“Quero destacar este evento do Start Agro Innovation para mostrar o trabalho que vem sendo desenvolvido. São vocês que irão nos ajudar com as soluções para que cheguem ao nosso público alvo que é o produtor rural,” afirmou. Na parte da manhã, o público presente acompanhou as palestras do gerente de comunidades do Campo Lab, Francisco Calaça sobre tecnologias inovadoras para o agro. “O agro é peça fundamental nisso tudo. Com as máquinas existentes produzo mais. Com o advento da tecnologia levamos sensores para o campo. Temos a internet das coisas, big data e inteligência artificial,” disse.

Calaça apresentou sobre a evolução histórica da produtividade, o quanto o agro está passando por uma revolução, sobre gerenciamento e automação, além do quanto a transformação digital ajuda e apresenta um crescimento exponencial. “Existe um imenso volume de dados, sejam eles estruturados e não estruturados. E um valor na tomada de decisões que vai impactar os negócios do dia a dia como prever uma praga, diminuir erros de operação,” finalizou.

Na palestra “Startups” do coordenador de Gestão Estratégica do Sebrae Goiás e gestor do projeto de Startup do Sebrae por seis anos, Francisco Lima, a abordagem ficou por conta da ideia, desenvolvimento do produto e o mercado. “É preciso um plano de negócios, levantar informações, apresentar inovação para os processos. O cliente é o centro do processo. Em relação às startups existem os melhoramentos, panorama e o investimento nelas cresceu cerca de 4x mais,” contou. Ele ainda explicou sobre startup, o que é empreender e quando se compra algo é para resolver um problema. “Vou para o mercado entender as propostas de valores, observo as suas dores e desenvolvo uma ideia encontrando um problema relevante para resolver,” afirmou.

Antes dos jovens saírem para o almoço, o presidente do Sistema Faeg Senar, José Mário Schreiner afirmou que o evento era um preparo para empreendedores. “Estamos aqui estimulando o empreendedorismo, na geração de sucessores familiares melhorando cada vez mais o negócio. Trabalhamos os pilares do Faeg Jovem porque o Brasil é agro. O mesmo holofote que brilha sobre ele precisa recair sobre o produtor rural. O Brasil está mudando. Goiás está mudando. Temos melhorias em escolas estaduais e na segurança pública. Tenho muito orgulho do que vocês estão fazendo,” destacou.

Parabenizando os grupos de Faeg Jovem, o presidente ressaltou o quanto cada um daqueles jovens estão construindo em cada município, dando exemplo manifestando a qualidade do trabalho aplicado. A sequência do evento contou com a novidade e lançamento do Desafio Agrostartup em Campo e os pitchs de startups residentes do Campo Lab e atuação de cada uma no hub de inovação. São elas: Bristom, JetBov, ebarn, Energia Estável, Neo Field, Fazenda Rentável, Eden Aeri, Avant Agro, iRancho e a Agro Neural.

Comunicação Sistema Faeg/Senar






Veja também

Festa

Notícia

Festa de sabores que dura o ano todo

Soja

Notícia

Soja e milho sofreram pequenas variações na produção na Safra 23/24

Prazo

Notícia

Prazo de vacinação contra brucelose é ampliado até outubro

Imagem