AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Conab estima perdas na produção do milho 2ª safra em Goiás

Imagem

Em seu 8º levantamento da safra 2020/21, divulgado na manhã desta quarta-feira (12), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) trouxe novos números da produção brasileira e goiana de grãos.

De acordo com o novo levantamento a produção brasileira deverá alcançar 271,7 milhões de toneladas, este valor, apesar de ser 14,8 milhões de toneladas maior que a safra passada, registrou um corte de 1,1 milhão de toneladas frente a estimativa de abril.

Da mesma forma que no cenário nacional a Conab reduziu a safra goiana em 579 mil toneladas. Assim, a produção de grãos em Goiás está agora estimada em 27,3 milhões de toneladas. Caso se confirme, a safra 20/21 no estado será 0,8% menor que o ano agrícola passado.

O grande motivador das quedas produtivas no cenário nacional e em Goiás é o milho segunda safra. No Brasil, a estimativa aponta uma redução de 2,8 milhões de toneladas na produção do milho safrinha, quando comparado com a previsão de abril. Já no cenário goiano, a queda nesta modalidade de cultivo alcança 582 mil toneladas.

Tal situação retrata a dificuldade climática por que passa a safrinha brasileira. Com a grande parte da 2ª safra de milho sendo semeada em atraso e a escassez de chuva no mês de abril, a expectativa é que a redução na produção seja ainda maior nos próximos levantamentos.

É importante relatar ainda o corte feito pela Conab na estimativa de produção de feijão 3ª safra em Goiás de 18% em comparação ao levantamento de abril. Tal corte tem como explicação a redução da perspectiva de plantio de área desta modalidade.

Comunicação Sistema Faeg/Ifag

Áreas de atuação

Veja também

Do

Desafio AgroStartup 2024

Do Campo ao Futuro: Soluções Inovadoras emergindo no AgroStartup 2024

Há

Notícia

Há 16 anos o Senar Goiás leva qualidade de vida para a família rural com o Campo Saúde

Condições

Notícia

Condições climáticas e menor demanda influenciam os preços Hortigranjeiros

Imagem