AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

IGP-M: Alta gera impacto maior para os produtores

Imagem

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), que é divulgado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV IBRE), é a principal referência para o reajuste de alugueis e tarifas públicas como energia elétrica. Fundos imobiliários também remuneram com base neste índice. 60% do IGP-M é formado pelos preços no atacado para produtores. Esses 60% também são conhecidos como IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo). 30% é formado pelos preços no varejo para consumidores e também são conhecidos como IPC (Índice de preços ao consumidor). Os 10% restantes observam os preços na construção civil e são conhecidos como INCC (Índice Nacional de Custo de Construção).

Sendo assim, a alta acumulada pelo IGP-M nos últimos 12 meses merece atenção. A FGV divulgou nesta sexta-feira (28) que o índice registrou alta de 4,10% em maio, ficando acima das expectativas das 27 instituições financeiras ouvidas, de 3,97%. No total dos últimos 12 meses, a alta acumulada é de 37,04%.

Os produtores foram os mais afetados. Em maio, o IPA subiu 5,23%, ante 1,84% no mês anterior. Sob forte influência dos aumentos registrados para minério de ferro (de -1,23% para 20,64%), cana-de-açúcar (de 3,43% para 18,65%) e milho (de 8,70% para 10,48%), os preços de commodities importantes voltaram a pressionar a inflação ao produtor. Somente estas três responderam por 62,9% do resultado do IPA.

Para o consumidor, no entanto, a alta dos preços ficou menos intensa, uma vez que o IPC desacelerou a alta a 0,61% no mês, ante aos 0,94% de abril. A tarifa de eletricidade residencial foi o componente que mais pesou no resultado, ficando ainda mais alta que a gasolina (+ 1,03%)

Já o INCC, sendo os 10% restantes do IGP-M, saiu de 0,95% em abril e subiu para 1,80% em maio.

Comunicação Sistema Faeg/Ifag

Áreas de atuação

Veja também

Curso

Notícia

Curso de produção de ovos do Senar Goiás oferece novas possibilidades de renda com avicultura

Do

Desafio AgroStartup 2024

Do Campo ao Futuro: Soluções Inovadoras emergindo no AgroStartup 2024

Há

Notícia

Há 16 anos o Senar Goiás leva qualidade de vida para a família rural com o Campo Saúde

Imagem