AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

IPP da Indústria de Alimentos tem alta de 1,22%

Imagem

O IBGE divulgou hoje o Índice de Preços ao Produtor (IPP) relativo ao mês de fevereiro/21. Também conhecido como “inflação de porta de fábrica, sem impostos e frete”, o IPP tem como objetivo mensurar a mudança média dos preços de venda recebidos pelas indústrias extrativistas e de transformação do país.

De acordo com o IBGE, o IPP subiu 5,22% em fevereiro frente a janeiro. Das 24 atividades avalizadas, 23 registram tiveram alta de preços.

No setor de alimentos - que é a principal contribuição no cálculo para o total das indústrias extrativas e de transformação - os preços cresceram em média 1,22%, repetindo a variação positiva de janeiro, ainda que de forma menos intensa (em janeiro, 1,49%).

Os produtos de maior destaque neste indicador foram: “resíduos da extração de soja” (terceiro de maior peso, 8,74%), “carnes de bovinos frescas ou refrigeradas” (o de maior peso, 12,59%), “óleo de soja em bruto, mesmo degomado” (sétimo, 4,42%) e “açúcar VHP (very high polarization)” (quarto, 8,32%).

Comunicação Sistema Faeg/Ifag

Áreas de atuação

Veja também

Condições

Notícia

Condições climáticas e menor demanda influenciam os preços Hortigranjeiros

Produtor

Caso de Sucesso

Produtor de hortaliças hidropônicas, que tinha desistido do cultivo, retoma a atividade produzindo cinco vezes mais com a ajuda da ATeG do Senar Goiás

Mercado

Notícia

Mercado de aluguel de máquinas agrícolas apresenta boas opções para pequenos e médios produtores

Imagem