AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Enquanto plantio da safrinha está atrasado em Goiás, preço do cereal segue subindo, diz Ifag

Imagem

O Ifag (Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás) divulgou seu Boletim Semanal de Mercado do Milho apontando que os preços do milho no estado subiram na segunda semana de março.

A saca do cereal goiano encerrou a sexta-feira (12) valendo, em média, R$ 74,75 com alta de R$ 2,30 com relação à semana anterior. Em Rio Verde, por exemplo, a saca foi de R$ 76,00 para R$ 77,00.

"Em Goiás os preços físicos mantiveram-se firmes, mesmo com o aumento de oferta do cereal no mercado paulista. Diante deste cenário, poucos negócios são realizados, visto que produtores estão focados na colheita e comercialização da soja. Por outro lado, granjas e indústrias aguardam melhores preços para voltar às compras do cereal", diz o Ifag.

Enquanto isso os trabalhos de plantio segue avançando, com apenas 50% do previsto semeado até a última terça-feira (16), quando o normal para o período já seriam 70%. "Arrisco a dizer que este é o maior atraso já registrado no estado", pontua o coordenador institucional do Ifag, Leonardo Machado, em entrevista ao Notícias Agrícolas.

Neste cenário, apenas 30% das lavouras conseguiram ser plantadas ainda dentro da janela indicada. Mesmo assim, o instituto ainda espera um acréscimo de 1,4% na área cultivada e de 2% na produção, em comparação com a safra anterior.

Conteúdo publicado em Notícias Agrícolas

Áreas de atuação

Veja também

Senar

Notícia

Senar Goiás oferece curso para prevenir e combater incêndios em áreas agrícolas

Festa

Notícia

Festa de sabores que dura o ano todo

Soja

Notícia

Soja e milho sofreram pequenas variações na produção na Safra 23/24

Imagem