AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Expectativa X Turbulência em 2019 e perspectivas do agronegócio para 2020

Imagem

Um ano que iniciou com expectativas elevadas, principalmente, pelo início de um novo governo, porém que registrou fortes turbulências em todos os setores da economia. Foi assim que avaliamos nosso 2019.

No ano tivemos como pontos favoráveis que estimularam o agronegócio goiano, como a aprovação da Reforma da Previdência, a recuperação do número de empregos, a queda Risco Brasil a (menor desde 2013), o menor número de inadimplência (desde 2010), o Acordo Comercial Mercosul com a União Europeia, além de menores taxas de juros.

“O risco Brasil, antes elevado, registrou uma retração, o que reflete um maior nível de confiança na recuperação econômica,” explicou o analista do Instituto Para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), Leonardo Machado.

No entanto, houve pontos de preocupação, como o crescimento da economia ficando aquém do esperado, um ambiente de insegurança jurídica e a maior volatilidade cambial. “Todo este cenário de dúvidas eleva o receio do setor, entretanto, podemos destacar o crescimento do PIB l e, principalmente do PIB do setor agropecuário,” destaca o analista.

Ele cita que em Goiás, o saldo é positivo, já que o Estado, nos dois primeiros trimestres de 2019, registrou um crescimento do PIB de 2,4%, e do setor agropecuário aumento de 6,1%. “Isso representa mais geração de empregos, comprovado pelo resultado do saldo do setor produtivo rural, setor que registrou o segundo maior saldo positivo a nível estadual e o quarto a nível nacional,” disse Machado.

Nas exportações goianas a cada US$ 10, US$ 7,5 são em produtos do agro. Dados mostram que até outubro foram exportados US$ 4,32 bilhões. O agronegócio goiano chega a mais de 150 países. Os destaques ficam com a soja representando 50% e a carne 25%. “No quesito balança comercial, o agronegócio é destaque na China, União Europeia, Coréia do Sul, Rússia e Japão que são os principais destinos do agronegócio goiano,” afirma Machado.

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) correspondeu em 2019 a R$ 46,7 bilhões (+ 13,1%). Desses, R$ 29,9 bilhões (+ 13,9%) correspondem à agricultura e R$ 16,8 bilhões (+11,7%) a pecuária. O VPB representa a geração bruta de receita do setor e é um indicativo consistente do crescimento do setor agropecuário no estado de Goiás,” afirmou.

Mesmo com condições climáticas ruins, já que tivemos uma forte estiagem no início do ano, a produção de cereais, fibras e oleaginosas em Goiás cresceu 16%, com destaque para as culturas de segunda safra, como milho safrinha e algodão.

2020 deve ser marcado por oportunidades e otimismo

Mundo

Entre as oportunidades que o novo ano apresenta, destacam-se a retomada do crescimento da economia mundial, melhoria das condições financeiras dos países emergentes, expectativa para mais quedas das taxas de juros. “A expectativa é de boas oportunidades e de grande confiança para o próximo ano,” citou Machado.

Já as ameaças passam por tensões geopolíticas, a ameaça de redução de fluxos de comércio internacional; o impasse entre EUA e China, eleições nos EUA e o BREXIT.

Brasil

Visando as oportunidades, tivemos a retomada do crescimento na economia no 2º semestre de 2019, o que esperamos ter continuidade em 2020, a expectativa para aprovação da Reforma tributária, melhora no cenário fiscal e menor volatilidade cambial. “Esperamos para o País uma retomada consistente no crescimento com a ampliação de seus acordos bilaterais,” ressaltou.

Os desafios são marcados pela incerteza do ajuste fiscal, uma árdua agenda na aprovação de reformas para aumento da produtividade, desdobramentos da guerra comercial EUA e China. “O impasse entre EUA e China gera preocupação, principalmente para a cadeia da soja. Para o milho esperamos que a demanda continue firme tanto externa quanto interna”. No que tange à pecuária, a demanda também deverá continuar a dar solidez às cadeias de produção de proteína animal. No que tange o setor sucroenergético, a expectativa fica por conta do RenovaBio e seus impactos no setor de cana-de- açúcar,” finalizou Machado.

*Credenciamento – Os jornalistas devem preencher um formulário para fazer o credenciamento pelo link:

https://ev.congressy.com/coletiva-de-imprensa-sistema-fae-senar-faz-balanco-de-2019-e-divulga-perspectivas-do-agro-para-2020/

Serviço:

O que: Entrevista coletiva – Balanço de 2019 e perspectivas para 2020 do agro

Quando: 13 de dezembro (sexta-feira)

Horário – 9h (antes haverá café da manhã com diretores e superintendentes do Sistema Faeg/Senar e Ifag)

Onde – Sede da Faeg (Rua 87, nº 662, Setor Sul)

Contato: Assessoria de Comunicação (62) 3412- 2784 / (62) 98196-0129

Comunicação Sistema Faeg/Senar


Veja também

Festa

Notícia

Festa de sabores que dura o ano todo

Soja

Notícia

Soja e milho sofreram pequenas variações na produção na Safra 23/24

Prazo

Notícia

Prazo de vacinação contra brucelose é ampliado até outubro

Imagem