AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Presidente da Faeg prestigia inauguração do Hugol

Imagem

hugol secretariaNayara Pereira

Ressaltando a importância do atendimento à saúde, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner participou, na manhã desta segunda-feira (4) da inauguração do Hospital de Urgências Governador Ótavio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. Com capacidade para atender 10 mil pessoas por dia, o Hospital irá receber R$ 91,7 milhões de custeio do Ministério da Saúde e prestará atendimento em procedimentos de média e alta complexidade. Entre os presentes estiveram ainda: o governador Marconi Perillo; o ministro da Saúde, Arthur Chioro e o cardeal conselheiro da Pontifícia Comissão para a América Latina, Dom Lorenzo Baldisseri. De início, a unidade já iniciou o atendimento a pacientes de emergência, urgência e queimaduras.

Durante o evento, o ministro destacou que a união entre os municípios, estado e governo federal são fundamentais para o sucesso e o equilíbrio da rede pública de saúde. “Cada vez mais estamos aprendendo que os serviços de saúde só conseguem cumprir seu papel quando todos os pontos da rede de atenção, tem capacidade de cumprir a sua jornada”, disse.

Para Schreiner, a nova unidade em Goiás vem ao encontro dos anseios da população da capital e do interior, principalmente por oferecerem a elas atendimentos que tanto precisam. “Nós acompanhamos, com frequência, as dificuldades de quem mora na grande Goiânia e no interior e não consegue atendimento médico. Quando o assunto envolve queimaduras, emergências cardiológicas e procedimentos de média e alta complexidade, a situação se agrava ainda mais. O Hugol vem para suprir uma demanda necessária, com estrutura de qualidade e principalmente de humanização. Com certeza, o sentimento hoje é de comemoração”, ressaltou.

O hospital foi criado para atender a demanda de urgência e emergência da capital, além das Regiões Oeste, Sudoeste e Norte de Goiás. Com a nova estrutura, o objetivo também é desafogar o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). “É uma obra que vai atender a população do estado de Goiás, que vai salvar vidas, isso é o mais importante”, ressaltou Marconi Perillo. Por mês, o Hugol, que será administrado pela Associação Goiana de Integralização e Reabilitação (Agir), deve ter um custo de R$ 15 milhões aos cofres estaduais. O governo federal se comprometeu a ajudar na manutenção da unidade de saúde.

Unidade

O Hugol começou a ser construído em junho de 2013 e custou R$ 168,4 milhões, além de R$ 95 milhões em equipamentos. A unidade conta com 510 leitos, sendo 86 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Inicialmente, apenas 173 estarão disponíveis para receber pacientes.

O centro cirúrgico tem estrutura para fazer até 21 cirurgias ao mesmo tempo, entre procedimentos pediátricos, ortopédicos, de coração e do sistema nervoso. A unidade conta com quase 2,5 mil funcionários, sendo 497 médicos.

Áreas de atuação

Veja também

Condições

Preço Hortifrutis

Condições climáticas continuam impactando nos preços de Hortigranjeiros

Cosméticos

Caso de Sucesso

Cosméticos feitos com mel: esteticista realiza sonho com ajuda da ATeG do Senar Goiás

Expandindo

Resultados

Expandindo horizontes com a ATeG do Senar Goiás

Imagem