AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Reunião em Brasília debate novas etapas do Plano Estratégico para retirada da vacina contra febre aftosa

Imagem

Até esta sexta-feira, 11 de outubro, médicos veterinários dos órgãos de Sanidade Agropecuária de todos os Estados e do Distrito Federal, juntamente com autoridades da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) participam da 2ª Reunião Anual do Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA). O objetivo é aprofundar as discussões e definir novas estratégias para a retirada da vacinação contra a febre aftosa, a partir de 2021, com foco na conquista, pelo Brasil, de País livre da doença, sem vacinação, com reconhecimento da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE).

O Estado de Goiás, por meio da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), marca presença com participação do fiscal estadual agropecuário médico veterinário Wladimir Lênin Pedroso Moraes, coordenador do Programa Estadual de Enfermidades Vesiculares da Gerência de Sanidade Animal da Agência. Também de Goiás está presente a representante da Superintendência Federal da Agricultura, Cecília Dezan. A reunião se realiza Escola Nacional de Gestão Agropecuária, em Brasília (Enagro). Os trabalhos foram iniciados na segunda-feira, 7 de outubro, com avaliação do primeiro ano de execução do PNEFA 2017-2026, cujo cronograma está ocorrendo dentro da previsão, como informou o chefe da Divisão de Febre Aftosa do Mapa, Diego Viali.


Mais avanços

Nos cinco dias da 2ª Reunião anual, além dos profissionais dos Estados e do Distrito Federal, participam também técnicos dos seis laboratórios oficiais do Ministério da Agricultura (Lanagro). A pauta inclui também os encaminhamentos e providências da reunião do ano anterior e o estabelecimento de novas diretrizes e metas para efetivação do PNEFA, objetivando a retirada da vacinação contra aftosa em 2021. Outros pontos a serem abordados têm foco nos desafios e gargalos no Plano Estratégico, incluindo a revisão da Instrução Normativa Mapa 44/2007, que regulamenta o PNEFA e suas diretrizes.


O Estado de Goiás faz parte do Bloco IV, conforme divisão geográfica do Ministério, onde estão também os Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo, Sergipe e Tocantins. Nessas unidades federativas, a previsão é a retirada da vacina em 2021, ou seja, naquele ano a campanha de vacinação do mês de maio, que abrange todo o rebanho, de todas as idades, deverá ser a última. O Estado do Paraná poderá antecipar a retirada da vacina já em 2020.


Informações da Agrodefesa.

Áreas de atuação

Veja também

Do

Desafio AgroStartup 2024

Do Campo ao Futuro: Soluções Inovadoras emergindo no AgroStartup 2024

Há

Notícia

Há 16 anos o Senar Goiás leva qualidade de vida para a família rural com o Campo Saúde

Condições

Notícia

Condições climáticas e menor demanda influenciam os preços Hortigranjeiros

Imagem