AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Sem medo da crise, Expoana dá início a exposição agropecuária

Imagem

Nayara Pereira

Bartolomeu larissa melo 08

Mesmo com um cenário econômico conturbado e com poucas expectativas para alavancar o setor, a abertura oficial da 60ª Exposição Agropecuária de Anápolis (Expoana), nesta última quarta-feira (29), apontou novos rumos para uma possível reviravolta diante da crise. A aposta segundo o vice-governador, José Eliton Júnior, é investir no setor produtivo impulsionados pelo agronegócio e a pecuária. “O Brasil precisa voltar os olhares para o setor produtivo, principalmente Goiás, que contribui com um dos maiores Produto Interno Bruto (PIB) do País”. Ao lado de autoridades políticas e do agronegócio de várias regiões do Estado, Eliton, destacou as conquistas e os espaços que o setor goiano vem alcançando no mercado nacional. Representando a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), o vice-presidente institucional Bartolomeu Braz também participou do evento.

Voltando à atenção para o agronegócio, o vice-governador, destacou também a proporção que uma exposição agropecuária tem para o mercado goiano. “Hoje nosso foco é para o agronegócio, todas as políticas que são desenvolvidas no Estado, têm, sem dúvida nenhuma, uma atenção especial para o setor produtivo, que alavanca e garante o equilíbrio da balança comercial de Goiás e contribui também com a balança nacional, além de propiciar a melhor distribuição de renda para a população”.

Além de apontar os investimentos em tecnologia, profissionalização, palestras técnicas e provas que envolvem a Expoana, Eliton, apontou a proporção e os investimentos realizados durante o evento. “É interessante observar a filosofia voltada ao homem do campo, que aqui se fazem presentes. Os olhares voltados para a tecnologia, as técnicas de produção e as palestras para o nosso produtor rural fazem com que, cada vez mais, nossas qualificações se tornem referências nacionais”, finalizou.

Profissionalização em destaque

Um dos pontos que receberam destaque na abertura e que estão presentes durante a Expoana, são os cursos profissionalizantes realizados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) e da Faeg, voltados para o produtor rural. De acordo com o vice-presidente institucional da Faeg, Bartolomeu Braz, que na ocasião representou o presidente do sistema, José Mário Schreiner, os cursos profissionalizantes estão alcançando números significativos para o cenário econômico do Estado.

“A economia nacional passa por um momento de turbulência, mas nosso setor produtivo está superando expectativas no que diz respeito à produção, novas tecnologias e à profissionalização no campo”. Nas palavras do vice-presidente, a ordem é investir no conhecimento e em novas técnicas para que o setor alcance cada vez mais espaço no agronegócio nacional e mundial.

Bartolomeu agradeceu a parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no fortalecimento ao negócio no campo. “O Sebrae como parceiro nosso, nos ajuda a incentivar o produtor rural a abrirem novos cominhos e conhecimentos para o aumento da renda familiar das famílias goianas”, ressaltou.

Aftosa em pautaJosé Eliton larissa melo 03

Durante a abertura da Expoana, que na prática as atividades começaram no último dia 17 e seguem até 3 de maio, o vice-governador também lembrou também da importância da Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa, com início na sexta-feira (1°). “Esperamos que mais de 99% do rebanho bovino do Estado, estejam vacinados a partir de amanhã. Mas nossa meta e a da Secretária de Desenvolvimento é transformar Goiás em uma zona livre da aftosa, sem a vacinação. Essa meta, porém, discutiremos com Ministra da Agricultura, Kátia Abreu, para muito em breve termos a certificação desta que será uma conquista para o produtor goiano”, pontou.

Presidente do SR larissa melo 2760ª Expoana

Diante do cenário de desaceleração da economia brasileira, o volume de negócios da 60ª Expoana, deverá registrar crescimento neste ano. A expectativa dos organizadores é de que as vendas de maquinários e aparatos tecnológicos ultrapasse o saldo de R$ 17 milhões registrado em 2014, por conta da estratégia dos produtores goianos de investir mais em suas lavouras e pastos para reduzir os custos de produção.

Um dos promotores do evento, o presidente do Sindicato Rural de Anápolis, Pedro Olímpio, afirma que o momento de desaceleração não desmotivará o produtor, “acostumado a crises”. No ano passado, os bancos presentes na feira financiaram mais de R$ 17 milhões para compras de automóveis, máquinas e equipamentos. “Esse ano eles têm R$ 25 milhões e vão gastar tudo”.

São 10 máquinas – tratores, pulverizadores, ensiladeiras – expostas em um espaço de 300 metros quadrados. No segmento da pecuária, exemplares dos melhores reprodutores e matrizes de gado leiteiro e de corte, além de equinos e ovinos estão a mostra. Na agricultura, novidades do setor produtivo, as tendências do mercado nacional e a famosa Ranqueada do Nelore, no 4° Encontro de Agronegócio de Anápolis. Para os participantes, são mais de 10 palestras e dinâmicas, com temas ligados, direta ou indiretamente, às áreas agrícola, econômica, pecuária e equinocultura.

Áreas de atuação

Veja também

Mercado

Notícia

Mercado com vantagens de ser premium

Condições

Preço Hortifrutis

Condições climáticas continuam impactando nos preços de Hortigranjeiros

Cosméticos

Caso de Sucesso

Cosméticos feitos com mel: esteticista realiza sonho com ajuda da ATeG do Senar Goiás

Imagem