AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Criado grupo de trabalho para discutir a certificação da carne bovina

Imagem

Os projetos que integram a minuta do Plano Plurianual (PPA) da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), a certificação de setores da agropecuária para aumentar produtividade e possibilitar novos mercados, comércio exterior, redução de impostos e outros temas foram discutidos na reunião da Câmara Temática de Estratégia, Competitividade e Políticas Públicas do Agronegócio do Estado de Goiás – O Agro é de Todos, realizada nesta sexta-feira, 31 de maio, na sede da Seapa, em Goiânia (GO).

Representantes de 33 entidades ligadas ao setor agropecuário participaram do encontro e puderam debater assuntos para a criação de uma pauta positiva e propositiva do segmento, avaliação das principais diretrizes que norteiam o desenvolvimento agropecuário no Estado e no fortalecimento do setor em Goiás.

Plano Plurianual

Durante o encontro, o superintendente de Política Agrícola, Agronegócios e Irrigação, Donalvam Maia, apresentou os projetos que já integram a minuta do PPA da Seapa. Mas segundo ele, a intenção era levar ao conhecimento dos representantes as propostas contempladas e verificar o que é preciso acrescentar ou até mesmo alterar para o fortalecimento do setor em Goiás. “A intenção é construir os projetos do PPA de acordo com as demandas do setor produtivo. Por isso, aproveitamos a reunião da Câmara para ouvir e receber as sugestões de quem desenvolve as atividades do agro”, explicou.

Entre os temas sugeridos pelas entidades estão desde maior relevância ao comércio exterior, atenção à sustentabilidade, manejo integrado de pragas, legislação do solo, irrigação, turismo rural, entre outros. Esses assuntos serão avaliados pela área responsável pelo PPA na Secretaria de Agricultura.

Certificação

O gestor de Sustentabilidade e Banco de Dados da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Fernando Rati, compartilhou com os participantes a experiência do programa de Certificação, criado há mais de 15 anos, para fortalecer o mercado produtivo do algodão no Brasil. Segundo ele, a certificação é um dos pilares para que os segmentos agropecuários possam ter acesso a novos mercados, fontes de renda e de financiamento, melhores índices de produtividade e de associativismo e até criação de novas lideranças. “É também um ponto que deve ser contemplado do Plano Plurianual da Secretaria. Quando estávamos criando o nosso programa, avaliamos vários cases de sucesso e de outras culturas. Acredito que essa troca é fundamental”, enfatizou.

O Sistema Faeg/Senar foi representado por Edson Novaes, diretor executivo do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag) e pela analista técnica, Christiane Rossi. Foi criado um grupo de trabalho que vai discutir nas próximas semanas a certificação da carne bovina.

Foto:Fernando Dantas

Fonte:Comunicação Setorial da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa)

Comunicação: Sistema Faeg/Senar


Áreas de atuação

Veja também

Mercado

Notícia

Mercado de aluguel de máquinas agrícolas apresenta boas opções para pequenos e médios produtores

Apicultores

Notícia

Apicultores de Goiás devem cadastrar propriedade criadora de abelhas junto a Agrodefesa

Interleite

Notícia

Interleite Brasil 2024 será realizado com apoio do Senar Goiás

Imagem