AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Sistema Faeg/Senar compartilha experiências de sucesso em segurança rural

Imagem

O sistema Faeg/Senar participou do 1º Painel sobre Criminalidade no Campo, promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O evento contou com a apresentação das experiências de sucesso no desenvolvimento da segurança rural realizadas pela Polícia Militar (PM), em conjunto com as entidades representantes do agro de Goiás, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal e Rio Grande do Sul.

O vice-presidente da CNA, presidente do sistema Faeg/Senar deputado federal José Mário Schreiner, destacou o uso de tecnologias de georreferenciamento pela polícia rural de Goiás. “Os imóveis rurais estão sendo cadastrados em um banco de dados. Essas ações vão subsidiar as ações de policiamento rural através do serviço de inteligência como, por exemplo, possibilitar que a polícia militar esteja na propriedade rural em um tempo mais curto em casos de ocorrências”, destacou.

Goiás apresentou ainda o trabalho desenvolvido pelo Conselho de Segurança Rural de Goiás (CONSEG-Rural) que tem integrado a comunidade rural de todas as regiões do Estado com as autoridades policiais, resultando na melhoria da qualidade de vida da população.

“O CONSEG Trabalha de forma conjunta com às autoridades para estabelecer e propor prioridades na Segurança Pública Rural, nas diversas regiões de Goiás. Também articula a comunidade rural para estabelecer procedimentos de prevenção, participação e implementação de políticas públicas de segurança. E ainda estabelece um canal de comunicação permanente entre a comunidade e as unidades policiais, para evitar crimes, facilitar apurações e prisões", define o presidente do Conseg, Augusto César de Andrade.

A adoção de tecnologias e estratégias de inteligência aliadas ao vínculo de confiança estabelecido entre a PM e os produtores rurais geraram bons resultados, conforme explicou o tenente-coronel Vinicius Roldão, chefe da seção de Comando e Controle Rural da Polícia Militar de Goiás. “Nos locais onde implantamos a metodologia de trabalho de policiamento rural, tivemos redução de 60% nas ocorrências em propriedades rurais, queda de 26% dos crimes de furto nas propriedades e a redução de 16% em crimes de furto a cargas”, declarou.

“A CNA está unindo esforços para buscar alternativas que garantam a segurança no campo. Uma dessas ações é dialogar com representantes de instituições que possuem conhecimento técnico para nos auxiliar na implantação de medidas de segurança em estados que ainda não dispõem de medidas específicas para o campo”, destaca o presidente do Sistema CNA, João Martins.

Durante a abertura do painel, o secretário-executivo do Instituto CNA, André Sanches, destacou que a instituição criou, em 2017, o Observatório da Criminalidade do Campo para reunir informações sobre casos de insegurança na zona rural pelo Brasil. “A partir dessas informações, planejamos uma série de ações para sensibilizar os órgãos públicos quanto à necessidade de desenvolver políticas públicas e medidas de segurança para proteger os produtores rurais brasileiros”, afirmou.

Comunicação Sistema Faeg/Senar



Veja também

Festa

Notícia

Festa de sabores que dura o ano todo

Soja

Notícia

Soja e milho sofreram pequenas variações na produção na Safra 23/24

Prazo

Notícia

Prazo de vacinação contra brucelose é ampliado até outubro

Imagem