AJUDA
O seu próximo passo no campo goiano começa agora! Conheça todas as possibilidades que o Sistema FAEG oferece a você:

Sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta elevam produção de carne por hectare

Imagem

Senar Goiás oferece curso de Produção Integrada em módulos voltado para otimizar as produções através do consorcio de diversa atividades produtivas como: Integração Lavoura-Pecuária, Pecuária-Floresta, Lavoura-Pecuária-Floresta

A pecuária brasileira continua a acumular ganhos de produtividade ao longo do tempo, demonstrando avanços no peso médio dos animais abatidos e ainda na produção média de carne por hectare. As mudanças decorrem predominantemente da adoção de técnicas mais aprimoradas de manejo, investimentos em tecnologia, com aplicação de pacotes tecnológicos mais intensivos, melhoras nos sistemas de nutrição e, mais recentemente, da ampliação dos sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF).

Os números dizem respeito à média do setor, que inclui empresários conscientes, que se preocupam genuinamente com a sustentabilidade e perpetuação de seu negócio. Os registros oficiais, de toda maneira, deixam nítidos os avanços já realizados e mostram que ainda há espaço para ganhos adicionais, que poderão contribuir para mitigar o impacto ambiental da atividade e assegurar margens de rentabilidade mais generosas.

Os dados preliminares da pesquisa trimestral de abate animal, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), num exemplo, mostram que o setor abateu 32,398 milhões de bovinos no ano passado, entre bois, vacas, novilhas e novilhos. Houve um modesto avanço de 1,11% em relação às 32,043 milhões de cabeças abatidas em 2018, mas a produção de carne parece ter avançado 2,6%, já que o peso total das carcaças abatidas cresceu de quase 7,990 milhões para 8,197 milhões de toneladas. O incremento é explicado também pela alta no peso médio dos animais levados a abate, que passou de 253 para 259 quilos, aproximando-se de 17,3 arrobas.

Nesse horizonte, o Senar Goiás lançou no inicio desse ano dois treinamentos para que o produtor possa fazer um melhor uso da propriedade, ganhando mais lucro e trabalhando em harmonia com o meio ambiente. Com 16 horas de duração o curso Gestão de Produção de Pastagens, capacita profissionais dentro da pecuária para maneja o pasto utilizando técnicas de fertilidade e conservação do solo, controle de pragas com foco no aumento de produtividade e diminuição do custo de produção por toneladas de matérias secas por hectare. Já o Sistema de Produção Integrada em Módulos tem carga horária de 48 horas onde são ensinadas três modalidades: Integração Lavoura-Pecuária, Pecuária-Floresta, Lavoura-Pecuária-Floresta.

Ganho de peso

Num horizonte mais longo, comparando com 2009, o total de abates aumentou 15,45%, enquanto a produção de carne (peso total das carcaças) experimentou alta de 23,1%. Naquele ano, o abate de 28,063 milhões de animais gerou um peso total de 6,662 milhões de toneladas, correspondendo a uma média de 15,83 arrobas por animal. O peso médio por cabeça registrou elevação de 6,58%. Em grandes números, os ganhos de produtividade responderam por praticamente um terço do crescimento da produção de carne bovina naqueles 11 anos. O censo agropecuário de 2017, que teve seus dados divulgados recentemente pelo IBGE, sugere tendências semelhantes e ganhos ainda mais expressivos

Foto: divulgação

Fonte:Jornal O Hoje com adaptações do Sistema Faeg/Senar

Comunicação Sistema Faeg/Senar

Veja também

Senar

Notícia

Senar Goiás oferece curso para prevenir e combater incêndios em áreas agrícolas

Festa

Notícia

Festa de sabores que dura o ano todo

Soja

Notícia

Soja e milho sofreram pequenas variações na produção na Safra 23/24

Imagem